Meus trabalhos, textos legais e dicas culturais.

Arquivo para outubro, 2010

Uma prévia do que vêm por aí…

Uns amigos, atores, resolveram fazer um programa cultural no Youtube, postando uma vez por semana novidades sobre o que está rolando na cidade. O primeiro episódio foi esse vídeo, feito depois de uma das apresentações da peça “hELA” na primeira temporada.  Agora estamos em fase de produção para voltar com tudo na segunda temporada, atualmente a peça está com algumas modificações…Só uma prévia do que vêm por aí… Aguardem!

Logo da peça

Alex Felippe

Anúncios

Texto que li no tumblr da Flora Paulita

Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta. A gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável. Fizeram a gente acreditar que os bonitos e magros são mais amados, que os que transam pouco são caretas, que os que transam muito não são confiáveis, e que sempre haverá um chinelo velho para um pé torto. Só não disseram que existe muito mais cabeça torta do que pé torto… Ah, também não contaram que ninguém vai contar isso tudo pra gente. Cada um vai ter que descobrir sozinho. E aí, quando você estiver muito apaixonado por você mesmo, vai poder ser muito feliz e se apaixonar por alguém.

John Lennon.

**

Minha reflexão sobre o texto: Amor próprio; temos que nos amar antes de qualquer coisa. Realmente não precisamos de mais ninguém. Mas depois que se está bem com você mesmo é fácil encontrar alguém e se apaixonar, pois terá a necessidade de compartilhar sua felicidade, e esse alguém é quem você confia e quer sempre ao lado para  poder aproveitar ainda mais essa vida, que é curta e passa rápido demais!

Ame a você mesmo, para depois amar o próximo. Deve ser por isso que é tão difícil eu ficar triste por muito tempo com essas situações. Me amo e tenho muito amor para dar. Feliz é quem percebe isso! 😀

Beijos e abraços,

Alex Felippe


Mais um pouco sobre “Morte – Work in Progress”

Agora mais um vídeo feito pelo amigo e ator João Pedro Martins. Esse foi uma homenagem para toda a equipe no último dia de espetáculo.


“Morte – Work In Progress”

Esse é meu trabalho mais recente como ator.

Já encerramos a temporada então publicarei algumas fotos e videos da peça. Depois trago mais materiais para ficarem por dentro de tudo que rolou na temporada do espetáculo “Morte – Work in Progress”

Para começar: Cartaz, filipeta e um vídeo feito pelo ator João Pedro Martins para a estréia. Ele também fez um para o encerramento… Esse fica para o próximo post! 😀

Espero que gostem…

Cartaz da peça

Filipeta


Voltando…

Depois de muito tempo, resolvi voltar com esse blog! Trarei notícias sobre meus trabalhos, publicarei alguns textos interessantes e darei dicas culturais. Não deixem de comentar e ajudar a mantê-lo atualizado, mandem dicas de novos posts! Espero que gostem.

Beijos,

Alex Felippe

Foto de book


Voando…

Sentimentos apenas em pensamento
E pensamentos voando, mas sempre com o mesmo destino
Destino esse que fica longe bem longe, e com obstáculos que não me querem deixar chegar e que por muitas vezes conseguiram atrapalhar, mas aprendi a me proteger e esquivar dos obstáculos e agora sei voar e nenhum mortal pode me segurar
Como eu queria que esse destino fosse pertinho
Não podendo trazer para perto tento mudar o rumo e mesmo tendo milhões de ruas para seguir, em cada uma eu encontro um obstáculo e tenho que voltar e quando finalmente eu acho que vou conseguir prosseguir, eu chego ao mesmo lugar, o motivo? Não consigo deixar de sentir e sentindo é impossível não pensar e com isso não paro de voar e voando é quando estou mais feliz, pois sei onde vou chegar.
Alex Felippe

Porque É Tão Difícil Esquecer?

Porque é tão difícil esquecer?

Cada gesto;

Movimento;

Carinho;

Cheiro;

Palavras;…

Eu me lembro de tudo;

E tudo faz lembrar você.

Pensei que por odiar não amasse mais, mas na realidade descobri que por odiar

Eu amo cada vez mais.

Lembro dos seus olhos, da sua boca, do seu cheiro, da sua voz, da sua voz quando fazia manha, e eu adorava, dos seus beijos…

Dos meus carinhos, massagens, abraços e mais beijos…

Dos seus gostos, e vontades, manias, costumes, virtudes, defeitos…

Dos nossos passeios, longos dias e noites de trabalho, das aulas, brincadeiras, palhaçadas, em casa vendo filme, ouvindo música , dançando, cantando ou jogando, as brigas, desejos e mais carinhos…

Saudade das conversas, como faz falta, de abraçar como antes, com a leveza de antes, sentir seu coração bater junto ao meu, fazer carinho na sua cabeça até dormir, beijos até ficarmos sem ar, massagens para acalmar ou até mesmo animar…

De ficarmos horas no telefone pra falar coisa séria ou só mente pela vontade de ouvir a voz do outro e não querer desligar…

De comer, comer e comer (chocolate, pizza, lasanha, e mais chocolate e comida japonesa pela primeira vez [risos],…) até não aguentar e até inventar…

Ver vários filmes, ou o mesmo filme várias vezes, pra descansar ou pra dispersar, começar e não terminar…

Chegar de surpresa sem o outro esperar, sempre com alguma novidade para contar, ou alguma coisa pra entregar…

De simplesmente saber que você está ao meu lado e poder contar, e me dar coragem e força para seguir em frente e não deixar os problemas me desanimar.

E agora que problemas eu não tenho mais e sim novidades e coisas boas pra contar, não tenho vontade de falar, pois pra você é que eu quero poder confessar.

Eu tenho tanta certeza disso que minha vontade é sair gritando, cantando, pulando, contando pra todo mundo que quero você só para mim, mas será que de alguma coisa vai adiantar? Ou será que mais uma vez só vou é me humilhar?

Uma resposta me faria realizar tudo isso sem hesitar.

São tantos momentos diferentes que é mais difícil ainda não lembrar, pois em cada canto da minha vida você está presente, sem estar.

Alex Felippe


Olá, mundo!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!